25 de Setembro de 2018 | 17:05

Campo Grande, MS °C
-->
Noticia de: 11 de Janeiro de 2018 - 14:05
Fonte A - A+

TCE-MS fortalece conhecimento profissional de novos servidores efetivos

A oportunidade vem com realização do Curso de Formação de Auditores de Controle Externo, que teve início ontem, (10/01), data em que o Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul deu início a uma capacitação específica ao novo grupo de servidores para fortalecer ainda mais o crescimento profissional de cada um



 
A abertura do curso foi realizada pelo Coordenador da Escola Superior de Controle Externo, Eurídio Ben-Hur Ferreira, que fez as apresentações sobre os temas que serão abordados nos 23 dias de formação geral dos servidores.
 
O Diretor Geral do Tribunal de Contas, Eduardo Dionísio, apresentou a palestra inicial com o tema “Instrumentos de Fiscalização”, debatendo as regras de Controle Externo, com análise das competências do TCE a partir do ponto de vista Constitucional, demonstrando as legislações aplicáveis a cada instrumento fiscalizatório do Tribunal e pontuando os procedimentos operacionais e de Tomada de Contas e Tomada de Contas Especiais, desenvolvidas pelo Órgão.
 
 
Ao final da palestra, o Diretor Geral ressaltou a importância de oferecer, cada vez mais, conhecimentos aos servidores. “A gestão do Conselheiro Waldir Neves tem investido muito na formação do servidor para que o Tribunal, enquanto Instituição, preste o melhor serviço para a sociedade”, finalizou Eduardo Dionísio.
 
A segunda palestra do dia foi proferida pelo decano do TCE-MS, Conselheiro Iran Coelho das Neves, Corregedor Geral do Tribunal, que fez a apresentação da história do Tribunal de Contas e do Estado de Mato Grosso do Sul.
 
 
Ao iniciar sua palestra, o Conselheiro Iran Coelho destacou: “todos vocês fizeram uma excelente escolha em virem para o Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul porque aqui é um lugar de oportunidades”. Para isso o conselheiro relembrou sua própria carreira funcional no Tribunal, onde ingressou por meio de concurso público, no cargo de Técnico de Inspeção e Controle, posteriormente, em novo concurso, no cargo de Perito de Inspeção e Controle, no terceiro concurso foi aprovado para o cargo de Auditor do Corpo Especial e, por fim, assumiu o cargo de Conselheiro do Tribunal de Contas no ano de 2009, em vaga destinada constitucionalmente para Auditor.
 
 
O Conselheiro Iran Coelho citou alguns funcionários efetivos que ocupam lugares de destaque na administração do órgão, como é o caso do Diretor de Gestão de Pessoas, Guilherme Vieira de Barros, que ingressou no Tribunal como aprendiz, foi crescendo profissionalmente até ser aprovado em concurso público para o cargo de Auditor Estadual de Controle Externo e agora ocupa o cargo de direção desde o ano passado, assim como os Auditores aprovados no último concurso, Herbert Covre e Bruna Kanomata, que estão nos cargos de Presidente da Comissão de Licitações e Chefe da 1ª Inspetoria do TCE-MS, respectivamente.
 
O Corregedor do TCE-MS, destacou ainda o modelo de Gestão Compartilhada que vem sendo aplicado pelo Presidente, Conselheiro Waldir Neves, que “quando ele quer lançar um projeto, um programa ou qualquer atividade do Tribunal, ele pede para a equipe dele distribuir pra gente, depois é discutido na sala de reuniões da presidência e só vai para o plenário depois de consensualizado administrativamente, onde os Conselheiro, membros do Ministério Público de Contas e Diretores têm a oportunidade de se manifestarem a cerca do tema apresentado”, concluiu o Conselheiro Iran Coelho.
 
 
Ao final, novos auditores estaduais de controle externo se manifestaram sobre o curso de formação. “É uma honra esta aqui neste Tribunal, nós abrimos mão de muitas coisas para estarmos aqui, mas a expectativa é a melhor possível, o melhor vem agora, com o desenvolvimento do nosso trabalho, nos capacitando, aprendendo, interagindo, trocando experiências. A sociedade pode esperar o melhor, a seriedade, o compromisso com o Estado de Mato Grosso do Sul”, afirmou a auditora Silvana Sampaio.
 
 
“Nós só podemos dar uma resposta para a sociedade, se formos efetivamente capacitados, como podemos fiscalizar alguém se não tivermos capacidade de verificar se aquilo está correto ou não? Então, a iniciativa do TCE-MS em fortalecer o servidor, em dar instrução para ele, vem no sentido de ofertar um serviço de fiscalização correto para a sociedade, e podemos confrontar aqui o que está sendo feito de forma errada para que seja feito corretamente, com credibilidade”, acrescentou Daniel Costa, um dos novos empossados.
 
 

Para a servidora Gláucia Marina, que também tomou posse no cargo de auditora estadual de controle externo, o curso de formação não foi uma surpresa: “não me surpreendeu, mas me deixou muito feliz, pois é o que a gente já espera de um Tribunal de Contas, todo esse empenho em, realmente, fazer bem feito àquilo que se propõe, então não foi uma surpresa porque eu já esperava que o TCE tivesse essa postura, foi uma alegria em constatar que ele realmente tem essa postura, de fato”, concluiu.  

social aqui