10 de Dezembro de 2018 | 04:43

Campo Grande, MS °C
-->
Noticia de: 10 de Janeiro de 2018 - 08:01
Fonte A - A+

IPVA 2018: pagamento à vista segue até 31 de janeiro e garante 15% de desconto

Boletos foram enviados aos contribuintes no mês de dezembro de 2017

Campo Grande (MS) – Os contribuintes do Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) 2018 já podem realizar o pagamento do tributo. O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Fazenda (Sefaz), informa que aqueles que decidirem quitar o tributo em parcela única têm direito a 15% de desconto. O prazo vence em 31 de janeiro de 2018, tanto para pagamento à vista quanto parcelado.

Os boletos foram enviados via Correio ainda em 2017, para dar oportunidade aos contribuintes de se planejarem financeiramente. A guia continua impressa em preto e branco e em formato único, independentementemente da opção do contribuinte de pagar à vista ou em até cinco vezes. A intenção é simplificar o processo e facilitar o entendimento do valor por parte do proprietário de veículo automotor.

Conforme dados da Sefaz, ao todo foram lançados 1.006.449 carnês, que somam uma expectativa de arrecadação avaliada em R$ 698 milhões. O IPVA é um imposto estadual pago anualmente por proprietários de veículos automotores, dos quais são exigidos emplacamento, seja automóvel, motocicleta, aeronave ou embarcações. Do total arrecadado, 50% cabe ao Estado e 50% ao município onde ocorreu o emplacamento.

Os percentuais aplicados são os mesmos praticados no ano de 2016 e 2017, ou seja, não houve aumento por parte do Governo. A Sefaz reforça que em caso de dúvidas, a autenticidade dos boletos pode ser conferida junto às Agencias Fazendárias (Agenfas) espalhadas em todo o Estado ou ainda por meio da página da Sefaz ( www.sefaz.ms.gov.br ) conforme os passos a seguir:

Clique no banner IPVA 2018;

Clique em Confira Autenticidade da Guia;

Informe o número do Daems no campo Documento localizado na parte interna da Guia;

Clique em Avançar.

O IPVA é a segunda fonte de arrecadação tributária do Governo do Estado, ficando atrás somente do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Os recursos do IPVA são revertidos em melhorias para os cidadãos e são aplicados conforme o planejamento financeiro, podendo ser utilizado para pagamento de servidores até políticas públicas como Educação, Saúde, Segurança, entre outros.

Diana Gaúna, Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz)

social aqui