22 de Junho de 2018 | 18:40

Campo Grande, MS °C
-->
Noticia de: 21 de Agosto de 2017 - 11:46
Fonte A - A+

Hospital Regional de Ponta Porã implanta protocolo de cirurgia segura

Já foram implantados no Hospital cinco protocolos: o de identificação do paciente, prevenção de queda, prevenção de úlcera por pressão, higienização das mãos e cirurgia segura

Foi implantado esta semana no Hospital Dr. José de Simone Netto (Hospital Regional de Ponta Porã) mais um dos protocolos de Segurança ao Paciente exigidos pelo Ministério da Saúde, o de cirurgia segura. Esse protocolo tem como objetivo evitar queimaduras e choques nos pacientes e equipe médica devido à utilização de novos aparelhos cirúrgicos. Funcionários do setor de Engenharia Clínica ministraram o treinamento da equipe para implantação do protocolo.

A engenheira clínica do Hospital, Monica do Nascimento, explica que o treinamento precisa ser constante. “Implantar mais um protocolo significa mais segurança e menos riscos a saúde de todos. São instrumentos novos e complexos de serem usados e todos colaboradores precisam saber utilizá-los corretamente para que os processos cirúrgicos ocorram com tranquilidade”, diz. Desde que o Hospital passou a ser administrado pelo Instituto Gerir (Instituto de Gestão em Saúde) – organização social que administra a entidade – foram adquiridos novos equipamentos para melhorar a qualidade do atendimento ao paciente e também ao colaborador.

Túlio Onzi Peixoto Alves, enfermeiro responsável pelo centro cirúrgico, conta que a capacitação é essencial para o desenvolvimento de um bom serviço em saúde. “Hoje temos muitos aparelhos novos como é o caso do eletrocaltério (bisturi elétrico), que recebemos recentemente, e essas informações fazem diferença no manuseio, para não utilizarmos estes equipamentos de forma errada, colocando em risco a saúde dos pacientes e a nossa também”, afirma.

Protocolos já implantados

Já foram implantados no Hospital cinco protocolos: o de identificação do paciente, prevenção de queda, prevenção de úlcera por pressão, higienização das mãos e cirurgia segura. O próximo a ser implantado será o de segurança na prevenção, uso e administração de medicamentos. Esse protocolo, segundo a coordenadora do Núcleo de Segurança do Paciente (NSP), Cássia Soares Cabral será implantado em conjunto com a farmácia. “Objetiva promover práticas seguranças desde a dispensação até a administração, evitando possíveis erros de medicação e riscos aos pacientes alérgicos, por exemplo, os quais precisam de atenção redobrada”, completa.

social aqui