02 de Março de 2024 | 17:08
Campo Grande
-->
Noticia de: 21 de Novembro de 2023 - 13:00
Fonte A - A+

Beto Pereira garante investimentos anuais para a assistência social de Campo Grande

Com emenda individual do deputado federal Beto Pereira (PSDB-MS), o Governo de Mato Grosso do Sul, por meio da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, assinou convênio com 26 entidades sociais de Campo Grande.

Com o valor total de R$ 4,8 milhões, os recursos serão repassados para as instituições da Capital que poderão dar continuidade e ampliar suas atividades em diversas regiões da cidade. Na oportunidade, Beto aproveitou para anunciar a destinação anual de investimentos para as organizações não governamentais.

Entre as contempladas, está o Instituto Maná do Céu que desde 2009 atua com crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade na região do Jardim Canguru, conhecida como corredor do tráfego. Para a presidente Carla Rodrigues, a emenda possibilitará que a entidade amplie o seu espaço e fortaleça suas ações em uma das localidades mais desamparadas pelo poder público. “Essa emenda vem garantir direitos. Estamos sofrendo com um “boom” populacional, mas a região não tem estrutura para receber essas pessoas. A gente sabe que projetos sociais fazem a total diferença e com essa parceria com o Beto Pereira a gente vem ampliando as instalações do Instituto Maná do Céu e ajudando mais de 137 crianças e adolescentes que a gente atende na periferia de Campo Grande”, disse.

A capoeira inclusiva também foi um dos projetos atendidos pelo convênio. Para Josimar Araújo, o Professor Vermelho, responsável pela atividade e que atende mais de 200 pessoas com síndrome de down e autismo, o trabalho deverá ser ampliado em Campo Grande. Localizada na Vila Carvalho, a perspectiva é que as atividades cheguem a 50 pessoas com deficiência que residem na Comunidade Tia Eva, no Bairro Seminário. “Essa emenda vem possibilitar que possamos transpor os muros da instituição para as comunidades. Muitas comunidades longínquas não tem acesso e a capoeira inclusiva, que recebe hoje emenda, vai possibilitar um atendimento que vai ajudar no desenvolvimento global dessas pessoas e agora com fácil acesso, indo a comunidade”, afirma.

Para o governador de Mato Grosso do Sul, Eduardo Riedel, essas instituições contribuem para uma sociedade mais igualitária e a destinação desse recurso fortalecerá as atividades das organizações na Capital. “São 26 instituições, cada uma com seu foco de trabalho, direcionamento, mas que dão resultado muito grande para todos nós, para toda a sociedade. O compromisso que o Beto fez hoje vai somar muito ao longo do tempo para que as entidades possam fortalecer sua capacidade de trabalho”, diz.

Para o parlamentar federal, as entidades sociais cumprem um papel necessário para as pessoas mais vulneráveis e atendem à população que por diversas razões acabam ficando à margem da sociedade. “Quando o poder público falta o terceiro setor se organiza para proteger o cidadão, o idoso, para proteger aquele mais vulnerável. O que nós estamos fazendo aqui nada mais é que uma obrigação nossa como agente político, de tentar reparar aquilo que há tempos está se prorrogando. Nós estamos em débito com as associações, com o terceiro setor. Nós precisamos entender que essas pessoas estão cumprindo com um papel fundamental para a nossa sociedade”. E conclui. “Isso tem que passar a ser ação recorrente e vão ser cinco milhões neste ano, no próximo e no próximo. Isso é assistência social, é fazer um ato contínuo, que dê condições de tirar as pessoas da situação de vulnerabilidade”, conclui.

O evento ocorreu no auditório Germano de Barros, no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, e contou com a presença dos vereadores Coringa, Zé da Farmácia, Ademir Santana, Professor Juari e Valdir Gomes; do deputado federal Luiz Ovando; do defensor público-geral de Mato Grosso do Sul Pedro Paulo Gasparini; da secretária da Sead Patrícia Cozzolino; do secretário de Educação Hélio Daher; e outras autoridades.

social aqui