02 de Março de 2024 | 15:24
Campo Grande
-->
Noticia de: 29 de Junho de 2023 - 08:43
Fonte A - A+

Politicando com Jota Menon

VOTO DO BENEDITO – O corregedor-geral do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ministro Benedito Gonçalves (foto acima), afirmou ontem, 27, ao começar a leitura de seu voto no processo contra o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), que não é possível fechar os olhos para discursos antidemocráticos com mentiras e afirmações violentas. O voto do ministro continha 382 páginas e consumiu horas e mais horas de enfadonha leitura.

OPINIÃO DO GABEIRA – Comentarista político do canal Globo News, Fernando Gabeira (foto acima) não se conteve e afirmou ser um exagero o tamanho do voto do ministro Benedito. Como está em julgamento um ato preciso – a reunião de Bolsonaro no Planalto com representantes diplomáticos que atuam no país – Gabeira afirmou que Benedito poderia ter economizado um pouco no voto.

CORONEL ORIENTADO – O coronel do Exército Jean Lawand Júnior levou à CPI do 8 de janeiro, em Brasília, uma lista de orientações, incluindo “não aloprar” e fazer uma “cara serena”. A “cola” sugeriu ainda: se alimentar, não gesticular, não perder a paciência, manter as mãos juntas, muita oração e “sem cagoete” – questionado, ele balançou a cabeça repetidas vezes, sugerindo que quis escrever sem “cacoetes”, e não “caguetar” no sentido de acusar ou “entregar” alguém.

CORONEL TERGIVERSA – Diante da leitura de diversas trocas de mensagens no WhatsApp em que fica nítida a intenção do coronel em sugerir um golpe de estado, Jean Lawand ou tergiversou dizendo que sempre defendeu as instituições e a democracia ou se calou quando suas afirmações eram contundentemente explícitas.

CALA BOCA AO AGRONEGÓCIO – O setor do agronegócio que pintou um quadro tenebroso para o Brasil com a eleição Lula à Presidência da República e por isso se mobilizou por completo pela reeleição de Jair Bolsonaro, recebeu um belo de um cala boca na tarde de ontem, 27, quando o presidente lançou o mais ousado Plano Safra de todos os tempos.

CALA BOCA AO AGRONEGÓCIO (1) – O presidente Lula (foto acima) anunciou que o Plano Safra 2023/2024 somará R$ 364,22 bilhões para financiamento da atividade agropecuária de médios e grandes produtores. Ou seja, mesmo com a insurgência dos botinudos que só desfilam de camionetes com preços acima de R$ 200 mil, os valores alocados para o setor em 2023/2024 será 27% maior do que o liberado no ano passado pelo “Deus dos empresários do agronegócio”.

COMPORTAMENTO ESTRANHO – Até hoje ainda não se conseguiu entender o porquê da enorme mobilização do setor do agronegócio contra a eleição de Lula. O pânico era tamanho, em 2022, que fazia lembrar o tempo da guerra fria entre Estados Unidos e União Soviética (hoje desmembrada em várias nações) quando os menos cultos temiam o comunismo cujos praticantes eram retratados como capazes de comer criancinhas. Nisso, é preciso tirar o chapéu à fábrica de fake news do bolsonarismo.

BOA NOTÍCIA – A USP (Universidade de São Paulo) subiu 30 posições no ranking de universidade QS World e agora é considerada a melhor instituição da América Latina. A lista atualizada para o ano de 2024 foi divulgada ontem, 27, com a USP figurando como a 85° melhor universidade do mundo.

BOA NOTÍCIA (1) – Na edição anterior, de 2023, a universidade paulista estava na marca 115 e era a terceira mais bem colocada da América Latina, ficando atrás da UBA (Universidade de Buenos Aires) e da Unam (Universidade Nacional Autônoma do México).

MAIS PAULISTA – A segunda instituição brasileira com mais alta pontuação nos dados de 2024 foi a Unicamp (Universidade de Campinas), figurando na 220ª colocação do ranking mundial.

MIT SOBERANO – Em nível global, o MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts, em livre tradução) é a primeira colocada em 2024, posto que ocupa há 12 anos. A instituição é seguida pela Universidade de Cambridge, na Inglaterra. Oxford, Harvard e Stanford fecham a lista dos cinco melhores centros universitários do mundo em 2024.

ESTAGNAÇÃO DE MERCADO – A Volkswagen (foto à esquerda) informou ontem, 27, que vai parar temporariamente a produção nas fábricas de São José dos Pinhais (PR), São Bernardo do Campo e Taubaté (SP) por conta da estagnação do mercado automotivo. O anúncio ocorre enquanto as medidas de incentivo ao carro popular adotadas pelo Governo Federal no início do mês ainda não se refletem no número de licenciamentos de automóveis.

MUITO CARO – O Brasil precisa achar uma solução para o preço dos automóveis populares. Atualmente, com os descontos promovidos pelo plano governamental, o carro mais barato no país não sai por menos de 65 mil, isto sendo bem generoso com a boa vontade do governo e das fabricantes.

SEM CHACES – Qual a possibilidade de um cidadão de classe média para financiar um automóvel na casa dos 70 mil reais, para não ficar no mais barato de todos? Com as taxas de juros extorsivas que se pratica no país, as chances são quase nulas. Para se ter uma ideia, o carro mais barato do Brasil é esse Fiat Mobi Like 1.0(foto à direita) que chega ao mercado por cerca de R$ 68 mil.

DÁ-LHE EMENDAS – Já ficou claro que no Brasil os parlamentares eleitos nas três esferas estão deixando de ser legisladores para se tornarem repassadores de recursos orçamentários, as famigeradas emendas parlamentares. Cada vez mais acuados, prefeitos, governadores e o próprio presidente da República se curvam à vontade dos parlamentares que, para aprovarem o orçamento e outras medidas econômicas, impõem valores milionários para as emendas que cada um poderá indicar. E isso vale tanto para a situação como oposição que, na hora de “dividir o bolo”, esquece essa história de desavenças ou de diferenças ideológicas.

MEIO MILHÃO – Para se ter ideia de a quantas andam os valores das emendas parlamentares quando se trata das duas casas do Congresso Nacional, tome como parâmetro o valor que os 29 vereadores de Campo Grande (foto abaixo) terão cada um a título de emenda parlamentar: a bagatela de meio milhão de reais, isso mesmo: R$ 500.000,00 cada um no ano que vem.

Vereadores aprovam LDO para 2023 com emenda do Orçamento Impositivo - Câmara Municipal de Campo Grande - MS

EMENDA APROVADA – Isso ficou definido com a aprovação na sessão de ontem, terça-feira, 27, em regime de urgência, da Proposta de Emenda à Lei Orgânica para assegurar as emendas impositivas ao Orçamento Municipal. Desta forma, os vereadores de Campo Grande terão a partir do ano que vem o direito de indicar repasses de no mínimo 0,2% e no máximo de 0,7% do total definido pela LOA (Lei de Diretrizes Orçamentárias).

PREVISÃO – Com a previsão de um orçamento de R$ 6,5 bilhões já definidos pela LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) para 2024, tem-se que cada um dos 29 parlamentares poderá ter uma média de R$ 450 mil a R$ 500 mil para melhorias da cidade. Vale lembrar que em 2022 cada um destinou R$ 200 mil. 

LEIS – Enquanto isso, leis mesmo, na essência da palavra, que venham beneficiar a coletividade são muito poucas ou quase nada. O que mais acontece em legislativos, como a Câmara de Campo Grande, é a aprovação de homenagens a determinadas categorias de trabalhadores e distribuição de títulos honoríficos, entre os quais o horrendo título de “Visitante Ilustre”.

VISITANTES ILUSTRES – Por falar em “visitante ilustre”, ilustres mesmo são os alunos do 3º ano do Colégio Nota Dez que visitaram a Câmara de Maracaju conhecendo o plenário e o funcionamento do Legislativo Municipal (foto abaixo). Foram recebidos pelo presidente, vereador Robert Ziemann, e pelos demais vereadores que estavam na Casa.

Foto Noticia Principal Grande

CIDADANIA – Visitas como a desta segunda-feira faz parte do Projeto “Cidadania”, coordenado pela professora Ione e pela coordenadora pedagógica Daiana. Dentro deste projeto, os alunos têm o objetivo de conhecer e aprender sobre o Legislativo Municipal, promovendo o envolvimento cívico, iniciativas educacionais, conscientização da política e defesas de interesses da coletividade. Aplausos!

E VIVA O PORCO! – Descontaremos a “réiva” pela derrota de domingo atropelando o coitado do time do Bolivar que não tem nada a ver com a história. Mas essa é a lei do mais forte e o mais dentre todos o mais forte é o meu Verdão do Parque Antárctica! Viva o Porco!

social aqui