02 de Março de 2024 | 16:32
Campo Grande
-->
Noticia de: 21 de Março de 2023 - 07:59
Fonte A - A+

Politicando com Jota Menon

VIRANDO A PÁGINA – O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (foto abaixo), afirmou nesta quinta-feira ser preciso “virar a página” após ser afastado por 64 dias do cargo na esteira dos atos antidemocráticos do dia 8 de janeiro. Ele fez um pronunciamento de retomada no Palácio do Buriti, sede do governo local.

AINDA FEZ PIADA – Agora, é tempo de paz. Precisamos virar a página do Distrito Federal e de todo o Brasil — afirmou o governador, que chegou a brincar com o tempo de afastamento: — Acho que fui o único governador do DF a tomar posse 3 vezes.

DESABAFO... – Há três anos, a jornalista e ex-deputada federal Joice Hasselmann, hoje com 45 anos, decidiu mudar. Em um post no Instagram ela conta que se “sentia incompleta, culpada, triste comigo” e que não se reconhecia ao se olhar no espelho. “O estresse, a depressão, o descontentamento com o que eu estava vivendo me fizeram engordar 20kg. O peso extra era no corpo e na alma porque a culpa de não me cuidar também me castigava”, relatou na rede social.

… RESULTADO – Após uma cirurgia, em 2020, resolveu fazer uma dieta alimentar preparando sua própria comida. Perdeu 22 quilos (foto acima), diz que voltou a gostar do espelho e, agora, se sente um verdadeiro avião. Pode ser polêmica, mas essa sua afirmativa não deve resultar divergência. Pano rápido!

DE VOLTA AO PODER – O ex-superintendente do Procon-MS, Marcelo Salomão (foto abaixo), foi nomeado para cargo em comissão na Casa Civil de Mato Grosso do Sul. A nomeação foi publicada na edição desta quinta-feira (16) do DOE (Diário Oficial do Estado).

SEIS ANOS NO PROCON-MS – Salomão ficou seis anos no comando do Procon de Mato Grosso do Sul, na gestão de Reinaldo Azambuja (PSDB). Saiu para se candidatar a deputado estadual e teve 8.222 votos. Hoje, é o segundo na fila de suplência do PSDB, atrás do secretário de Turismo, Esporte, Cultura e Cidadania, Marcelo Miranda. A nomeação é assinada pelo secretário da Casa Civil, Pedro Arlei Caravina.

CASO CATAN – O fato de o deputado estadual João Henrique Catan (PL) ter usado um exemplo extraído do livro Mein Kampf, de Adolf Hitler, no plenário da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (Alems) durante um discurso, gerou uma série de materiais criticando-o pelo uso do exemplo, quando o foco deveria o fato de ele ter a cópia do livro.

CASO CATAN (1) – Na terça-feira 7, João Catan (foto abaixo), parlamentar bolsonarista, comparou a situação do parlamento sul-mato-grossense ao incêndio do parlamento alemão, o Reichstag, ocorrido em 1933, e que serviu como oportunidade para Hitler fechar o regime, suspendendo o exercício da fiscalização do poder público por parlamentares.

Deputado bolsonarista disse que tentou comparar Hitler ao governo Riedel -  Correio do EstadoCASO CATAN (2) – Depois disso usou o exemplo: “É com a apresentação do Mein Kampf de Hitler que peço para que este parlamento se fortaleça, se reconstrua, se reorganize nos rumos do que foi o parlamento europeu da Alemanha e que serviu, após sua reconstrução, de inspiração, inclusive para nós estarmos hoje aqui através do nosso direito constitucional brasileiro, que se inspira no modelo romano germânico. Era o que tinha, senhor presidente, para encaminhar o voto favorável à aprovação do requerimento”.

CONCLUINDO A CONVERSA – O teor da fala do deputado não é nazista. Ele apenas usou o exemplo do livro para mostrar como o Parlamento Alemão foi fechado por Hitler e depois reconstruído. O que o torna simpático ao nazismo é possuir em sua biblioteca a dita publicação sobre a qual ele deve ter muito conhecimento para achar o exemplo citado em seu fervoroso discurso pedindo apoio dos colegas à aprovação de um requerimento.

ESSE BOLSONARO – A ex-presidente Dilma Rousseff (foto acima com o presidente Lula) registrou na quarta-feira (15) uma nova queixa-crime na 7ª Vara Criminal de Brasília, acusando Jair Bolsonaro de injúria. De acordo com a reportagem da Veja, o motivo seria o compartilhamento, por Bolsonaro, de um vídeo de 2014 em que comparava Dilma a uma “cafetina”, em publicação feita no Twitter em 8 de agosto de 2019.

Governo Bolsonaro deixa vencer R$ 243 mi em vacinas, testes e remédios -  06/09/2021 - Cotidiano - FolhaMAU EXEMPLO – Por falar em Bolsonaro (PL), o seu governo é acusado de ter incinerado medicamentos usados no tratamento de doenças raras e de alto custo, avaliados ao todo em pelo menos R$ 13,5 milhões. Há na relação de itens perdidos duas doses do Spinraza, cada uma comprada por R$ 160 mil pelo governo federal. Usada para pacientes com AME (atrofia muscular espinhal), a terapia é uma das mais caras do mundo. Associações de pacientes dizem que o estoque perdido mostra a má gestão do governo Bolsonaro (foto acima). A falta do tratamento pode levar pacientes à morte, afirmam ainda as mesmas entidades.

INTOLERÂNCIA – A jovem Fernanda Gomes dos Santos, 19, foi morta na tarde desta quarta-feira (15) em um ponto de ônibus em Diadema, na Grande São Paulo. O feminicídio ocorreu em frente a uma escola estadual, no bairro Conceição. Segundo a Polícia Civil, o ex-namorada dela, um rapaz de 20 anos, confessou ter armado uma emboscada para atacá-la porque teria sido traído por ela, a quem namorava a menos de um mês.

CHEIRO DE ENCRENCA NO AR – Os vereadores Professor André Luis (Rede) e Marcos Tabosa (PDT) vão impetrar um mandado de segurança para solicitar acesso à informação aos dados da Prefeitura de Campo Grande, que deveriam ser públicos, sobre o gasto com a chamada ‘folha secreta’. Esses valores seriam verbas pagas anualmente a secretários e alguns servidores na gestão de Marquinhos Trad (PSD). O assunto promete!

AFASTADOS – Na data de ontem, 15, o Supremo Tribunal de Justiça (STJ) negou provimentos aos recursos da defesa dos conselheiros do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul (TCE/MS). Assim, Waldir Neves, Iran Coelho das Neves e Ronaldo Chadid (foto acima, em montagem do Midiamax) seguem afastados por 180 dias – 6 meses – por suspeita de corrupção. Os oito agravos regimentais foram negados por unanimidade pelos ministros do STJ. O ministro Francisco Falcão relatou os recursos.

JERSON PRESIDENTE – Enquanto os conselheiros afastados continuam sofrendo revezes nos tribunais, a Corte Fiscal se prepara para dar posse na manhã desta sexta-feira, 17, ao conselheiro Jerson Domingos (foto acima) como novo presidente do Tribunal de Contas. Ele foi eleito no mês passado, mas já vinha exercendo a Presidência da Corte Fiscal desde o ano passado, após o afastamento do trio de conselheiros acusados de atos de improbidade administrativa.

MAIS AFASTADOS – E lá na terra da linguiça mais famosa do Brasil, sete dos oito vereadores afastados em dezembro passado sob suspeita de participarem de um esquema de “Mensalinho” junto à Prefeitura Municipal também continuam com seus mandatos suspensos. A exceção é o vereador Joãozinho Rocha (MDB/foto à direita) que conseguiu uma liminar no STJ e retornou a cargo, retomando, inclusive, a 1ª Secretaria da Mesa Diretora.

EXPECTATIVA – Com a vitória do vereador emedebista, os seus colegas afastados nutrem pequena esperança de a decisão do ministro Francisco Falcão servir de espelho e serem concedidas liminares para que eles voltem ao cargo. Foram afastados dos cargos os vereadores Hélio Albarello (MDB), Laudo Sorrilha (PSDB), Robert Ziemann – presidente da Câmara -, Nenê da Vista Alegre (MDB), Catito (PSDB), Nego do Povo (MDB), Jeferson Lopes (PATRIOTA) e Joãozinho Rocha (MDB) que já retornou à sua cadeira.

FALECEU – Faleceu na terça-feira, 14, o ex-prefeito de Dourados, José Elias Moreira (foto à esquerda). Ele governou a cidade de 1977 ao início de 1982 quando renunciou ao mandato para disputar o Governo do Estado, sem êxito, pois, apesar de ter vencido em quase todos os municípios do interior, não conseguiu tirar a diferença de votos obtida por Wilson Martins em Campo Grande. Ele também foi secretário no governo de Zeca do PT e da prefeita Adélia Razuk, em Dourados.

NÃO FALECEU – Talvez quando o leitor estiver lendo esse texto a notícia seja com outro teor, ou de melhora no estado de saúde do deputado Amarildo Cruz (PT/foto à direita) ou de piora e até morte. O fato é que nessa manhã de quinta-feira surgiu na assessoria de imprensa da Alems a informação de que o parlamentar havia falecido. Foi uma notícia precipitada e praticamente toda a imprensa da Capital deu a notícia e depois publicou o desmentido. É a famosa mania que a “informação em tempo real” tem de querer sair na frente sem checar a veracidade da informação. Nessa, até eu paguei de bobo! Registrada a errata com pedido de desculpas aos familiares, amigos e correligionários do deputado Amarildo e, claro, aos nossos leitores.

NOTA COPIADA – Talvez, leitor amigo, a nota que segue abaixo você já tenha tido a oportunidade de ler na coluna Conjuminando, do amigo Barbosires, que circulou ontem. Gostei do teor e a publicarei como forma de homenagear a todas as mulheres de nosso Mato Grosso do Sul. Com o devido pedido de licença!

O N DE CONJUMINANDO – No nosso Mato Grosso do Sul, as mulheres foram alvos de eventos alusivos ao seu dia. Nós nos associamos às comemorações e temos o prazer DE registrar que temos mulheres que se destacam no Judiciário e nos meios políticos, podendo citar a ex-ministra da Agricultura e hoje  senadora da República Tereza Cristina (PP), ex-senadora e atual ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet (MDB), a senadora Soraya Thronicke (União Brasil) e a deputada federal Camila Jara (PT/fotomontagem à esquerda); as deputadas estaduais Mara Caseiro (PSDB) e Lia Nogueira (PSDB), a prefeita campo-grandense, Adriane Lopes (Patriotas) e a vereadora Tânia Cristina (PP), da cidade de Dourados (fotomontagem à direita), além de tantas outras mulheres de competência comprovada que brilham como vereadoras em vários municípios do Estado e em cargos do alto escalão das três esferas de governo.

SAUDADE – Na antepenúltima nota, o registro da saudade que não se vai do irmão Ailton José Menon (foto à esquerda), falecido em acidente de trânsito na BR-262, aos 38 anos de idade, e que, se estivesse conosco, estaria celebrando 56 anos de vida neste 16 de março. Com certeza está festejando a data no céu em companhia do pai e da mãe que também já partiram desta jornada!

VIVA O PORCO – Infelizmente terei de acompanhar a classificação do meu Porcão para as quarta final consecutiva do Paulistão dentro de um ônibus da Ouro e Prata, pois estarei retornando de viagem rápida ao Estado do Paraná. Mas, com a confiança lá em cima, garanto que na próxima edição de Politicando estaremos saudando o Verdão Bicampeão do Paulistão, neste ano em cima de um dito “pequeno” porque os outros “grandes” foram atropelados pelos ditos “pequeninos”. Viva, viva e viva o Porco!

social aqui