04 de Julho de 2022 | 02:49
Campo Grande
-->
Noticia de: 18 de Abril de 2022 - 07:00
Fonte A - A+

Agressão a casal revela cotidiano de ameaças em residencial, denunciam moradores

Casal foi agredido a socos após discussão no Residencial Jardim Mato Grosso, no Bairro São Jorge da Lagoa, em Campo Grande. Testemunhas dizem que os moradores envolvidos na confusão são usuários de drogas e sempre ameaçam os outros vizinhos.

O residencial foi inaugurado há cerca de um ano e meio, com 10 blocos e 160 moradores. A situação começou a ficar tensa a partir de dezembro do ano passado, quando as duas famílias se mudaram para apartamentos nos blocos 3 e 7.

“A gente não tem paz aqui”, disse um dos moradores, que prefere não se identificar. Os vizinhos envolvidos na confusão, segundo o denunciante, são usuários e até comercializam drogas.

Desde que se mudaram, as confusões são constantes. “É barulho o tempo todo, usam droga, caçam encrenca com todo mundo”, disse o morador. A PM (Polícia Militar) já foi acionada várias vezes e, depois que a equipe sai, tudo recomeça.

Hoje, por volta das 7h30, esses moradores estavam no apartamento do bloco 3 consumindo drogas. O marido da síndica, de 60 anos, foi falar com eles e a discussão começou.

A síndica relatou ao Campo Grande News que viu a discussão da janela de casa. Foi lá fora e a irmã de um dos homens a empurrou. O marido da síndica foi ajudar a esposa a levantar e foi atingido com uma “voadora” no peito e, depois, a socos. “Disseram que meu marido mostrou o dedo para eles, meu marido nunca faria isso.”

O idoso foi atingido no nariz. A PM e o Corpo de Bombeiros foram acionados e o homem, ferido, foi levado à Santa Casa.

Uma outra moradora, dona de casa de 46 anos, foi à polícia para prestar queixa contra os moradores. “Lá tem gente honesta, aquilo lá foi uma bênção para gente”, disse.

Os moradores disseram que a mãe de um dos usuários de drogas saiu do apartamento depois que foi ameaçada pelo próprio filho. Depois disso, eles "dominaram" o apartamento.

Eles relatam cotidiano de ameaça. Em um vídeo, um deles aparece de bicicleta, com faca em punho e manda que a síndica abra o portão para ele. Aparenta tranquilidade enquanto olha o celular e, depois, manda que a mulher segure o aparelho, coloca a faca na cintura e sai.

O caso ainda está sendo registrado na Depac e deve ser encaminhado após o plantão para a 6ª DP (Delegacia de Polícia). Fonte: CampoGrandeNews

social aqui