08 de Dezembro de 2021 | 03:46
Campo Grande
-->
Noticia de: 15 de Outubro de 2021 - 18:56
Fonte A - A+

MS tem 80% da população imunizada contra a Covid; 95% já tomou 1ª dose

Secretário de Saúde Geraldo Resende faz apelo para que idosos acima de 60 anos, que ainda não receberam a terceira dose procurem as unidades de saúde. “Nosso objetivo é preservar vidas preciosas”, explica.

Mato Grosso do Sul nas primeiras colocações do ranking nacional de vacinação contra a Covid-19, resultando numa queda acentuada no número de casos, internações e óbitos. No Estado, 80,37% da população com idade acima de 18 anos ou que têm comorbidades, ou seja, quatro em cada cinco pessoas desse grupo, já receberam a segunda dose ou mesmo a aplicação única.

Outra constatação é que 95% deste mesmo público já recebeu a primeira dose; e 42,48% em relação à meta vacinável (60 anos acima, com comorbidades ou com deficiência) receberam a imunização de reforço.

Em números absolutos, de acordo com o Painel Vacinômetro, da Secretaria de Estado de Saúde (SES), até a manhã desta sexta-feira (15), desde o início da campanha de vacinação, foram aplicadas 3.424.525 doses da vacina contra a Covid-19 em Mato Grosso do Sul. Deste total, 1.751.036 são referentes à primeira aplicação (D1); 1.438.505 à D2 (segunda) e 235.024 à dose única (DU).

Esses números estão acima da média nacional, que é de 47,7% da população brasileira com ciclo vacinal completo; 72,6% com ao menos uma dose; e 1,6% com a dose de reforço.

“Isso é resultado da unidade que construímos, desde o início, em Mato Grosso do Sul. Com o total apoio do governador Reinaldo Azambuja, em consonância com os municípios, criamos as condições para que a população tenha acesso à vacina”, salienta o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende.

Outra constatação apontada pelo secretário é a vacinação de adolescentes com idade de 12 a 18 anos, que atingiu, nesta sexta-feira (15), 75% dos jovens com a primeira dose, o que representa três em cada quatro pessoas. Em relação aos totalmente imunizados, o percentual atingido é de 25% - um em cada quatro, já receberam a segunda aplicação do imunizante.

Reforço

Falando sobre a dose de reforço para idosos com idade acima de 60 anos, pessoas com comorbidades/deficiências físicas, ou trabalhadores da área de saúde, o secretário Geraldo Resende faz um apelo para que a população que ainda não recebeu a terceira dose procure as unidades de saúde.

A aplicação da terceira dose começou em Mato Grosso do Sul no dia 27 de agosto, com disponibilidade para um público estimado 456.429 pessoas (que tomaram a segunda dose). Desde total, 194.058 já estão com sua imunidade reforçada, o que equivale a 42,5%, ou seja, menos da metade do público-alvo.

Recente estudo realizado pela Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul e enviado para o Ministério da Saúde indicou a necessidade de uma terceira dose de vacina contra a Covid-19 em idosos a partir de 60 anos.

O estudo apontou que a idade é um fator de risco independente para o agravamento da Covid-19, já que o sistema imunológico responde menos à produção de anticorpos. Um indivíduo a partir de 60 anos de idade corre duas vezes mais risco de hospitalização ou óbito por Covid-19 em comparação com um indivíduo mais jovem. E a situação progride conforme o aumento da faixa etária.

“Nosso objetivo é preservar vidas preciosas, pois com a terceira dose, vamos multiplicar a resposta imunológica nas pessoas idosas, reforçando nossa tarefa de cuidar da saúde dos moradores de Mato Grosso do Sul”, conclui o secretário Geraldo Resende.

Ricardo Minella, Assessoria de Comunicação SES

Foto: Edemir Rodrigues

social aqui