19 de Novembro de 2018 | 04:09

Campo Grande, MS °C
-->
Noticia de: 25 de Outubro de 2016 - 10:22
Fonte A - A+

Conjuntura

Willams Araújo

Divulgação

Cobrança

Deflagrada a todo vapor em MS para apurar desvio milionário de dinheiro dos cofres públicos, a Operação Lama Asfáltica parece ter estacionado, deixando uma expectativa muito grande por parte da população que quer ver, além da prisão dos responsáveis, a devolução dos valores surrupiados. Aliás, a cobrança aumenta cada vez mais depois que o juiz federal Sérgio Moro, do Paraná, dá conta praticamente sozinho de mandar para cadeia alguns figurões envolvidos na Operação Lava Jato.

Corrupção

Por falar nisso, pelo menos 12 espertalhões foram indiciados pela Polícia Federal, Ministério da Transparência e pela CGU (Controladoria-Geral da União) por corrupção, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha , falsidade ideológica e desvio de recursos públicos como resultado das investigações relativas à obra do aterro sanitário de Campo Grande. Esse rolo faz parte da licitação para implantação do serviço público de coleta e tratamento dos resíduos sólidos da Capital, cuja empresa vencedora iria abocanhar R$ 1 bilhão para construir a obra.

Seminário

Prefeitos eleitos de Mato Grosso do Sul participam desde ontem do Seminário Novos Gestores – Ponto de Partida para uma Gestão de Qualidade -- promovido pela CNM (Confederação Nacional de Municípios), em Brasília. Mais de mil participantes das regiões Norte e Centro-Oeste do país participam do evento municipalista, da qual a Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul) é filiada.

Orientação

Os prefeitos eleitos e reeleitos que assumirão a gestão 2017-2020 lotam o CICB (Centro Internacional de Convenções do Brasil), na capital federal, onde devem permanecer até quarta-feira. O prefeito de Inocência, Antônio Ângelo (DEM), o Toninho da Cofapi, representa o presidente da Assomasul, Juvenal Neto (PSDB), durante o evento.

Abacaxi

Durante o encontro, os prefeitos eleitos participam de palestras sobre vários temas, entre os quais, a história do movimento municipalista brasileiro e da CNM; as competências e as obrigações dos municípios; o financiamento da gestão pública municipal e os desafios para a Gestão 2017-2020. Na prática, se preparam para descascar um tremendo abacaxi por culpa da ingerência da então presidente Dilma Rousseff, que criou um monte de programas sociais e deixou a conta para os municípios pagarem.


social aqui