16 de Janeiro de 2018 | 09:39

Campo Grande, MS °C
-->
Noticia de: 14 de Setembro de 2016 - 14:47
Fonte A - A+

Conjuntura

Willams Araújo

Divulgação

Guerra fria

A guerra das pesquisas de intenção de voto já começou na Capital e colocou o eleitor diante do fogo cruzado dos números divulgados até o momento. Cada candidato mantém a sete chaves sua estratégia de campanha, e embaralhar o gráfico das intenções voto faz parte de cada coordenação. Já com relação às pesquisas para consumo interno, eles trabalham com o máximo de realismo possível. Afinal, é por meio delas que cada postulante ao cargo de prefeito direciona seu trabalho.

Desinteresse

Ainda sobre pesquisas de intenção de voto, o que impressiona nessa campanha em Campo Grande é o expressivo número de eleitores indecisos. Em última consulta popular publicada ontem, 27% dos entrevistados não sabem ou não quiseram dizer em quem vão votar. Agora, se somar aos 12,10% que dizem que não vão votar em nenhum dos candidatos, esses números chegam a 39,1% do eleitorado. O jeito é correr atrás desse pessoal e conquistar o voto se quiser vencer o pleito.

Naufrágio

O deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS) e mais nove colegas preferiram morrer abraçados a Eduardo Cunha (PMDB-RJ) do que votar a favor de sua cassação. Por causa disso, o eleitor já tomou conta das redes sociais pedindo que eles e mais os nove que se abstiveram, sejam lembrados nas eleições de 2018. Afinal, moralizar a política neste momento é tudo que o cidadão brasileiro mais quer após tantos escândalos de corrupção nos governos PT/PMDB.

Perdidos

A Confederação Nacional dos Municípios anda mais perdida do que cego em tiroteio diante da inércia do governo Temer (PMDB-SP). A entidade está sendo pressionada pelos prefeitos que buscam uma solução para recuperar dinheiro está retido nos cofres do Tesouro. Por causa disso, marcou para 5 de outubro encontro em Brasília para discutir o valor da dívida da União com os municípios em “restos a pagar”, o impacto do atraso dos repasses para manutenção de programas sociais e o cenário de obras e convênios parados.


social aqui