16 de Janeiro de 2018 | 21:34

Campo Grande, MS °C
-->
Noticia de: 22 de Agosto de 2016 - 11:06
Fonte A - A+

Conjuntura

Willams Araújo

Divulgação

Cara de pau

A defesa do ex-presidente Lula ingressou com reclamação no STF contra o juiz Sérgio Moro por violação à Súmula Vinculante nº 14 editada por aquela Corte – que assegura à defesa amplo acesso a qualquer procedimento investigatório. Alega que o renomado magistrado está agindo de forma ilegal ao impedir que a defesa de Lula tenha acesso a procedimento investigatório. Está faltando mesmo é muito óleo de peroba na cara desse cidadão que, se depender da maioria, já estaria pagando seus pecados na cadeia.

Popular

A campanha de Marquinhos Trad (PSD) tomou conta das ruas da Capital no sábado com o primeiro ato de adesivagem, nos altos da Avenida Afonso Pena. “Política é coisa muito séria para ser cuidada apenas pelo político. Tem que ter participação popular. A nossa campanha está tomando as ruas. Cada dia que passa se consolida a participação do cidadão e da cidadã. Isso que está nos trazendo emoção e mais responsabilidade”, elogiou.

Réplica

Rose Modesto (PSDB) aproveitou o lançamento da candidatura a vereador do médico e presidente do diretório municipal do partido, Lívio Leite, para apresentar suas propostas na área de saúde pública. Entre as metas estipuladas, está a implantação da Caravana da Saúde permanente em Campo Grande. Seria, digamos assim, uma cópia do projeto do governo tucano de Reinaldo Azambuja que já realizou 500 mil atendimentos em 11 edições.

Honraria

O secretário-geral regional PTB-MS, Adaltro Albineli, receberá o título de cidadão campo-grandense e a medalha do mérito legislativo durante ato ocorrerá às 19h de terça-feira, no centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camilo, em Campo Grande. Filho de família petebista, nascido no Rio Grande do Sul, o militar aposentado se mudou há 19 anos para Campo Grande, onde criou sua família e desenvolve uma série de projetos voltados para atender a comunidade carente. É remanescente da gestão andrezista de Ivan Louzada.

Replay

Mais uma matéria que trata da renegociação das dívidas previdenciárias dos municípios com a União foi apresentada no Congresso Nacional. O texto propõe o parcelamento dos débitos contraídos até dezembro de 2015 em até 240 meses, com desconto no FPM. A justificativa do projeto destaca que os municípios estão com os mesmos problemas dos estados para arcar com o pagamento de dívidas e cumprir obrigações constitucionais.


social aqui