22 de Julho de 2019 | 18:46

Campo Grande, MS °C
-->
Noticia de: 15 de Maio de 2019 - 09:36
Fonte A - A+

Mês das mães tem atividades de reinserção social em presídios femininos de MS

Mulheres custodiadas nas unidades penais de Mato Grosso do Sul participaram de programações especiais alusivas ao Dia das Mães, comemorado no último domingo. As atividades envolveram ações educacionais, culturais e de entretenimento, com foco na valorização feminina.

Na capital, detentas do Estabelecimento Penal Feminino “Irmã Irma Zorzi” (EPFIIZ) receberam momentos de integração aliados à educação. As oficinas foram desenvolvidas pela Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), em parceria com a Escola Estadual Pólo Prof.ª Regina Lúcia Anffe Nunes Betine, responsável pelo ensino regular nos estabelecimentos prisionais de Campo Grande. Segundo a diretora do EPFIIZ, Mari Jane Boleti Carrilho, as ações integram as diversas atividades comemorativas que fazem parte do calendário nacional. “Independentemente de onde estejam, elas não deixam de ser mães ou mulheres”, destaca dirigente. Com a proposta de levar autoestima e valorização pessoal, a direção da unidade proporcionou a distribuição de um vaso de flor em cada cela. “Buscamos levarmos uma mensagem de paz, reflexão e muitas bênçãos sobre as internas”, explicou a diretora. Dentre as ações, foi lançado o projeto “Alimentação Saudável” com exibição de vídeos, pesagem e aferição da pressão arterial, incentivando as internas a refletirem sobre hábitos alimentares e escolhas conscientes de alimentos nutritivos. O encontro foi encerrado com uma saudável salada de fruta. Sob coordenação das professoras Gabriele e Stephanie, a iniciativa terá continuidade com ações mensais de acompanhamento. Uma palestra sobre “Engenharia Social” também foi apresentada para as reeducandas pela engenheira civil Evelin Mello, que é empreendedora da Digna Engenharia Social, empresa inovadora focada no desenvolvimento social de comunidades periféricas. O trabalho foi supervisionado pelas professoras Marister, Sandra Larrea e Sandra Fávaro. Para incentivar o interesse nas internas pela busca de um futuro melhor, foi desenvolvido o projeto “Profissões”, pelas professoras Célia, Rita e Stephanie, com o apoio da advogada Jeane Marçal e da equipe psicossocial do presídio, a assistente social Mariléa Ferreira e psicóloga Liléia Leite, que falaram seus relatos pessoais e experiências sobre respectivas graduações, atuação profissional, desafios e conquistas. As professoras levantaram quais eram os interesses das profissões das alunas e buscaram no mercado de trabalho profissionais que gravaram vídeos e direcionavam-se nominalmente às internas relatando sobre a profissão desejada. Com o objetivo de valorizar a autopercepção, bem como incrementar a atenção ao bem-estar e à beleza feminina, também foi desenvolvido o curso de automaquiagem com as custodiadas, ministrado pela maquiadora profissional Lilian Benites Garcia. A iniciativa foi idealizada pela equipe de professoras. Em Corumbá, foram realizadas apresentações musicais, de teatro e coral formado por internas do Estabelecimento Penal Feminino “Carlos Alberto Jonas Giordano” (EPFCAJG). Além disso, foram desenvolvidas oficinas de maquiagem, esmaltação, corte de cabelo e design de sobrancelhas, com o apoio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania de Corumbá. Segundo a diretora em substituição legal, Elizandra Assis da Silva, as atividades têm como objetivo proporcionar momentos de reflexão sore os diversos contextos familiares, estabelecer e ampliar as relações sociais; além de possibilitar autoestima às reeducandas, contribuindo para um relacionamento harmonioso no ambiente prisional e fortalecendo vínculos entre No Estabelecimento Penal Feminino de Três Lagoas foi realizado uma manhã cultural, com apresentação teatral pelas internas que estudam na unidade, abordando temas de violência contra a mulher e mulheres fortes da História da Humanidade. Uma palestra com o tema “Empoderamento Feminino”, ministrada pela professora doutora Teresinha Bazé, também foi apresentado às reeducandas. Ao final, receberam bombons em forma de rosas e também foram servidos bolo e pipoca. A Pastoral Carcerária de Três Lagoas também realizou uma comemoração especial alusiva ao dia das mães, com distribuição de bolo, bombons e cartões a todas as internas e servidoras. As reeducandas do Estabelecimento Penal Feminino de São Gabriel do Oeste (EPFSGO), receberam uma homenagem especial também. A confraternização foi organizada pela assistente social do presídio, servidora Cristiane da Silva Sobrinho, em parceria com agentes religiosos e voluntários. Durante o evento foram servidos bolos, cachorro quente e refrigerantes; a homenagem foi encerrada com sorteios de brindes em todas as celas. Segundo o diretor do presídio, Albino Gonçalves Lima, essas parcerias são de imensa importância para unidade, pois oportuniza as reeducandas passarem momentos de interação entre elas, mesmo porque, na maioria dos casos, muitas mulheres passam datas comemorativas como essa longe de suas famílias. Em Ponta Porã não foi diferente, um café da manhã especial e uma lembrança foram entregues às internas que estudam ou trabalham no Estabelecimento Penal Feminino de Ponta Porã. Já em Dourados, como forma de valorizar o trabalho artesanal desenvolvido no presídio feminino de regime semiaberto foi realizada uma feira com exposição e venda de lingeries e moda fitness. Todas as peças foram confeccionadas pelas próprias reeducandas e a renda dos trabalhos revertida à custodiada e à sua família. Realizada na própria unidade penal, a feira foi aberta à toda a população e conta com o apoio da 3ª Vara Criminal de Dourados. Além de aproximar a comunidade das atividades desenvolvidas no estabelecimento penal, a exposição visa incentivar a ocupação produtiva das mulheres e proporcionar uma fonte de renda às internas. Em Jateí, foram feitas apresentações culturais pelas internas que estudam. A direcao do Estabelecimento Penal Luiz Pereira da Silva (EPLPS) também promoveu sorteios de brindes para reeducandas e servidoras, além de um lanche especial com bolo e refrigerante. Texto: Tatyane Santinoni. Fotos: Divulgação.

social aqui