21 de Novembro de 2018 | 06:54

Campo Grande, MS °C
-->
Noticia de: 06 de Novembro de 2018 - 14:14
Fonte A - A+

Em parceria, TJMS traz projeto que capacita mulheres com atriz e chef famosas

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, por meio da Coordenadoria da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar e da Escola Judicial de MS (Ejud-MS), traz para Campo Grande a atriz Elisa Lucinda e a chef Paola Carosella para o projeto “Cozinha e Voz”, em parceria com instituições.

O objetivo é tirar mulheres da vulnerabilidade de emprego, com qualificação e empoderamento. A ação começa na próxima segunda-feira (12) e vai oportunizar 10 vagas para vítimas de violência doméstica e 10 vagas para mulheres que cumprem pena no regime semiaberto com cursos que acontecem no Senac Gastronomia e Turismo. Ao final elas receberão certificado e já sairão empregadas.

Esta é a primeira vez que este curso é direcionado ao público de mulheres em situação de violência doméstica, mulheres em cárcere e egressas do sistema prisional, pensando justamente na vulnerabilidade econômica e financeira, bem como a difícil (re)inserção delas no mercado de trabalho.

Os cursos acontecerão no mês de novembro e a primeira atividade começa no dia 12, com a oficina de poesia em que as participantes trabalharão a oralidade e a expressão da linguagem por meio da poesia. O curso é apresentado por Elisa Lucinda, conhecida nacionalmente por seus trabalhos em novelas como “Viver a Vida” e “Mulheres Apaixonadas”. Além de trabalhos na TV e no cinema, Lucinda se dedica também à literatura (especialmente a poesia), ao jornalismo e à música popular.

A outra vertente do projeto, que proporcionará a empregabilidade, é o curso de assistente de cozinha que será realizado no Senac Gastronomia e Turismo, entre os dias 18 e 27 de novembro. O curso será conduzido por Paola Carosella, conhecida por ser uma das juradas do Show de Talentos “MasterChef Brasil”. As mulheres terão a oportunidade de conhecer e aperfeiçoar técnicas da culinária, proporcionando a possibilidade de ingressarem no mercado de trabalho ou apostarem no empreendedorismo.

Ao final do curso, no dia 28 de novembro, haverá um evento de formatura e todas as participantes receberão certificado. A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) pela primeira vez participa do Projeto “Cozinha e Voz” e está comprometida em oportunizar emprego para as mulheres em vulnerabilidade de emprego que participarem da capacitação.

Esta ação é uma parceria do Tribunal de Justiça, a Organização Internacional do Trabalho (OIT), o Ministério Público do Trabalho 24ª Região e conta com o apoio do Senac Gastronomia e Turismo e da Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes).

Conheça – O projeto nasceu em São Paulo, onde já foram realizadas duas edições. Na Capital paulista, o programa do curso de assistente de cozinha foi elaborado pela chef de cozinha e empresária Paola Carosella, em parceria com o Grupo Educacional Hotec. A primeira versão foi capaz de incluir 70% dos alunos no mercado de trabalho.

Em Goiás, o viés do Projeto Cozinha e Voz é a Empregabilidade Trans. Trinta e cinco homens e mulheres transexuais e travestis de Goiás foram selecionados para participar da iniciativa.

No Rio de Janeiro e no Pará já foram ofertados cursos nos mesmos moldes também voltados para mulheres e homens transexuais e travestis. Já na Bahia será ministrada a mesma capacitação para outro público: jovens negras e negros na comunidade Calabar, em Salvador.

social aqui